1.12.07

O MALA DO ANO 2007: CONHEÇA OS CANDIDATOS À MAIOR PREMIAÇÃO DA INTERNET!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! (excluindo-se todas as outras)

Todo mês de dezembro é assim: tem Natal, rabanada, muito peru, dor de barriga, presentinhos, sobrinhos pentelhos, especial do ex-cantor em atividade Roberto Censurá-los e, claro, a maior votação de todos os tempos da Internet na Terra durante sendo planeta!!! Pelo quinto ano seguido, haverá a tradicionalíssima eleição do concurso anual O Mala do Ano, e neste ano os candidatos estão imbuídos da responsabilidade que lhes foi imputada, prometem partir com tudo em busca desse prêmio tão sonhado (claro, sempre respeitando os adversários) catando voto por voto. Mesmo porque esta edição promete ser a mais dramática e emocionante de todos os tempos. Tô falando sério: a parada é duríssima. Vamos aos candidatos:

> HUGO CHAVEZ: O tiranete bolivaro-venezuelano parte com tudo para um prêmio inédito em sua carreira. Afinal de contas, neste ano ele arrebentou a boca do balão. Vejam só a quantidade de façanhas: atacou a imprensa brasileira (em território brasileiro) por causa de reportagens que o desagradaram; atacou o Congresso brasileiro por não ser socialista o suficiente; fechou a maior emissora de TV do país, que lhe fazia oposição... Isso sem falar no referendo constitucional. E, como ainda tem gente séria neste planeta, levou um pito dos espanhóis que o deixou com o rabinho entre as pernas. Larga como um forte candidato.

> MARTA SUPLICY: A ministra do Turismo (sexual) parte com tudo para um prêmio inédito em sua carreira. Afinal de contas, neste ano ela proferiu a frase mais estapafúrdia já dita por um ministro de Estado desde 22 de abril de 1500!!! Isso é ou não é mais que suficiente pra ela ser uma fortíssima candidata?

> NELSON JOBIM: O ministro da Defesa (ou da falta dela, vai saber...) parte com tudo para um prêmio inédito em sua carreira. Afinal de contas, ele substituiu alguém que já não tinha feito nada (é, inclusive, acusado de genocídio) e não fez rigorosamente nada que prestasse até hoje. E o povão (rico e pobre) no chão, sem sair do lugar. Ou indo de ônibus, que ficou mais seguro.

> RENAN CALHEIROS: O ex-presidente do Senado (e, se seus colegas ainda tiverem um pouquinho da vergonha na cara que, mal ou bem, ainda lhes resta, futuro ex-senador) parte com tudo para um prêmio inédito em sua carreira. Afinal de contas, ele fez de tudo um pouco (que só foi revelado há pouco tempo). Primeiro, as negociatas com a Gautama. Depois, a constatação que as tais negociatas escondiam algo muito maior (a Mônica Veloso não esqueceu o tamanho até hoje). Isso combinando com as livradas de cara dos coleguinhas governistas. Depois de muito enrolar, o senador acabou absolvido por seus pares. Mas a esperança continua pra nós, que queremos vê-lo de fora. O senador, não o que a Mônica viu um dia.

> ROMÁRIO: O grande artilheiro, hoje um ex-jogador em atividade e grotescamente ridícula caricatura de si mesmo, parte com tudo para um prêmio inédito em sua carreira. Afinal de contas, ciente de sua atual desimportância para o cenário futebolístico, ele fez um furdunço tremendo em torno de seu (segundo ele, pois há muitas controvérsias) milésimo gol. Prejudicou e muito o time dele, mas o ditador do clube (presidente, uma ova) achava tudo uma beleza, pois sua centenária instituição (do qual ele jura, de pés juntos, que é dono) voltou à mídia depois de muito tempo - sendo, inclusive, patrocinada durante alguns meses por uma empresa envolvida com o mensalão. Quase conseguiu uma vez, mas foi passando um tempão sem conseguir, virando motivo de piada por onde passasse. Quando conseguiu, todo mundo esqueceu logo depois. Já no final do ano, quando tudo levava a crer que ele finalmente penduraria as chuteiras... ele renovou por mais seis meses.

Pra quem não sabe ou não se lembra, o vencedor (sic) desta contenda terá a incomensurável honra de entrar numa seleta galeria de grandes malas históricos que marcaram história. Vamos rememorar os Malas dos Últimos Quatro Anos:

  • 2003: George W. Bush e Tony Blair
  • 2004: Cornelius Horan
  • 2005: Luiz Inácio Lula da Silva
  • 2006: Anthony Garotinho e Rosinha Matheus

Olha a responsabilidade! A votação começa hoje, sábado, e durará exatamente um mês (termina à meia-noite do dia 1º de janeiro de 2008). O resultado será o último dos divulgados da grandiosa Tassa di Prástico, que premia os piores do ano. A votação é ali ao lado.

Vote certo!!!

Um comentário:

Fernando disse...

Putz, o Hugão é hors concours, virou o mala do século.
Dá um troféu a ele e dividam o segundo prêmio (maleta do ano) entre o resto.
Abraços